29 janeiro 2014

Trailer de A Culpa é das Estrelas

Essa semana vazou o trailer da adaptação cinematográfica de "A culpa é das estrelas" (pra quem não sabe esse é meu livro preferido da vida, tem resenha dele no blog), por isso a FOX resolveu divulgar a versão oficial nessa quarta-feira. Depois de uma espera de meses, desde o anuncio de que o livro de John Green iria para as telonas, até o final das gravações foi uma espera interminável. 


Para que os fãs ficassem ainda mais ansiosos para o lançamento do filme, John postava fotos e vídeos dos bastidores das gravações, me fazendo querer ir morar naquele set. Com todos os atores selecionados e jogando video game com o John Green.

 



E falando em atores selecionados, não podia deixar de falar que sempre amei o elenco escolhido para o filme. Inclusive, o pobre do Ansel Elgort, que interpretou Augustus Waters, que ninguém aceitava que poderia ser o Gus, ou por ser feio (o que eu não acho) ou diferente da descrição do livro. Eu sempre gostei dele, principalmente quando saíram as fotos dele e da Shailene Woodley, que faz a Hazel, só desejei que os dois casassem e tivessem filhos. kkkkk



E quando finalmente as gravações acabaram veio a espera pelo trailer, porém isso não aconteceu tão rápido (tipo tirar band-aid), eles resolveram soltar umas fotos do filme, só para fazer com que os fãs subissem pelas paredes de ansiedade.



E depois dessa fotos tão lindas eles resolveram finalmente divulgarem o pôster oficial, tanto o oficial quanto o brasileiro. Eu fiquei feliz, até ver o subtítulo: DOENTES DE AMOR (se você nunca leu o livro, não pense que essa estória é baranga a esse ponto). Mas esqueci do subtítulo novela mexicana, e fui fazer dancinha da alegria com o tio John.



Aí na última semana de janeiro alguma alma caridosa deixou vazar o trailer e a FOX resolveu lançá-lo de uma vez. Eu quase morri de ansiedade acompanhando o twitter do John esperando o lançamento, quando saiu...


Foi o trailer mais lindo que eu já vi na minha vida e já assisti umas 10 vezes em menos de uma hora. Então pega um lenço e assista (finalmente) o trailer oficial de "A Culpa é das Estrelas" (melhor livro do mundo), okay?!


Se você ainda não compartilha minha emoção, porque simplesmente ainda não leu o livro. Faça um favor a si mesmo: compre, pegue emprestado, baixe da internet, mas leia "A Culpa é das Estrelas".

Okay?!
Até o próximo post!






28 janeiro 2014

Escolhas do Oscar

Sou muito fã do Oscar, pra mim é a melhor premiação do ano, gosto de toda aquela produção, do tapete vermelho, dos apresentadores e dos filmes. Assisto, pelo menos um pedaço, todos os anos. Antes da premiação eu gosto de ver alguns dos filmes que estão concorrendo, sempre faço uma listinha dos que irei dar prioridade (nem sempre consigo ver todos a tempo, mas...), esse ano já fiz a minha seleção e resolvi compartilhar aqui no blog (quem sabe faço resenha dos filmes).

12 Anos de Escravidão
Sinopse: "Esta história, baseada em fatos reais, apresenta Solomon Northup, um escravo liberto que é sequestrado em 1841 e forçado por um proprietário de escravos a trabalhar em uma plantação na região de Louisiana, nos Estados Unidos. Ele é resgatado apenas doze anos mais tarde, por um advogado."



Desde a primeira vez que vi algumas imagens desse filmes e li alguns comentários sobre ele, decidi que ele seria um dos meus escolhidos. Primeiro que a estória é baseada em um livro (amo adaptações cinematográficas de livros), segundo que gosto de filmes que retratam esse período nos EUA, terceiro que só de ver o trailer já fiquei arrepiada e em quarto, porque tenho quase certeza de que ele será o grande ganhador da noite.


Trapaça
Sinopse: "Irving Rosenfeld  é um grande trapaceiro, que trabalha junto da sócia e amante Sydney Prosser. Os dois são forçados a colaborar com um agente do FBI, infiltrando o perigoso e sedutor mundo da máfia. Ao mesmo tempo, o trio se envolve na política do país, através do candidato Carmine Polito . Os planos parecem dar certo, até a esposa de Irving, Rosalyn, aparecer e mudar as regras do jogo."



Quero ver "Trapaça" devido ao elenco maravilhoso desse filme: Brandley Cooper, Christian Bale, Jennifer Lawrence, Amy Adams. Não tem como ser ruim com esse time de estrelas (que brega isso). Fora que tenho certeza que esse filme vai ser responsável pela dobradinha de Golden Globe+Oscar da JLaw.

O Lobo de Wall Street
Sinopse: "O filme é adaptação do livro de memórias de Jordan Belfort, que no Brasil ganhou o nome de "O Lobo de Wall Street". Belfort foi um corretor de títulos da bolsa norte-americana que entrou em decadência nos anos 90. Sua história envolve o uso de drogas e crimes do colarinho branco."



"O lobo de Wall Street" é, com toda certeza, o filme que eu mais quero ver dessa lista, por motivos de Leonardo DiCaprio. Ele é meu ator preferido e não tem nenhum filme dele (que eu tenha visto) que seja ruim. Acho que dessa vez o "galã" vai conseguir um Oscar, concentrando todas as minhas forças para que isso aconteça. 
P.S: Eu já devo ter visto esse trailer umas 20 vezes, mas nunca me canso (se o trailer tá assim, imagina o filme). Adoro a música do Kanye West de trilha.

Blue Jasmine
Sinopse: "Uma mulher rica  perde todo seu dinheiro e é obrigada a morar em São Francisco com sua irmã, em uma casa muito mais modesta. Ela acaba encontrando um homem na Bay Area que pode resolver seus problemas financeiros, mas antes ela precisa descobrir quem ela é, e precisa aceitar que São Francisco será sua nova casa."



"Blue Jasmine' está na lista por ser um filme do Woddy Allen (adoro ele e toda sua neurose) e tem Cate Blachette (o mulher que é divônica). Ouvi dizer que a atriz está impecável e carrega o filme nas costas, torcendo para que por isso ela ganhe a estatueta de melhor atriz.


Frozen - Uma Aventura Congelante
Sinopse: "A caçula Anna adora sua irmã Elsa, mas um acidente envolvendo os poderes especiais da mais velha, durante a infância, fez com que os pais as mativessem afastadas. Após a morte deles, as duas cresceram isoladas no castelo da família, até o dia em que Elsa deveria assumir o reinado de Arendell. Com o reencontro das duas, um novo acidente acontece e ela decide partir para sempre e se isolar do mundo, deixando todos para trás e provocando o congelamento do reino. É quando Anna decide se aventurar pelas montanhas de gelo para encontrar a irmã e acabar com o frio."



Esse já eu já assisti "Frozen, uma aventura congelante" (já tem resenha dele aqui no blog), e ele estava na lista por ser uma animação da Disney. Antes de saber todos os indicados a Melhor Animação acreditava que a estória de Ana e Elsa iria ser a vencedora até...


Vidas ao Vento
Sinopse: "Jiro Horikoshi, vive em uma cidade do interior do Japão. Um dia, ele tem o sonho de estar voando em um avião com formato de pássaro. A partir desse sonho, ele decide que construir um avião e colocá-lo no ar é a meta da sua vida. Durante a busca pelo seu sonho ele conhece Naoko, uma jovem encantadora por quem se apaixona. No entanto, Naoko fica profundamente doente, sem saber se sobreviverá. "


Até saber que a última (acho que ainda é assim) animação do Hayao Miyazaki iria concorrer ao Oscar, agora meu coração está dividido. Porque eu me apaixonei por esse trailer e imediatamente adicionei a animação a minha lista do Oscar.

Essas são a minha listinha e apostas para o Oscar de 2014, e vocês já tem seus escolhidos?! Se não, corram para escolher, afinal 2 de março chega rápido.

P.S: Essa semana não teve resenha de segunda, porque eu estou relendo alguns livros, mas prometo que em breve ela tá de volta.


Até o próximo post!


23 janeiro 2014

Dorama: Hana Yori Dango

Durante uma tarde de férias tediosa eu resolvi dar uma segunda chance aos doramas (novelas japonesas), algum tempo atrás eu tentei assistir o de Lovely Complex, mas achei muito forçado. Aí sem nada pra fazer eu resolvi assistir a versão Live Action do anime Hana Yori Dango, eu já tinha visto alguns capítulos do anime, mas não tinha me apegado, mas foi só assistir 1 episódio do dorama para me apaixonar de vez e ficar viciada.



Sinopse: Makino Tsukushi é uma garota de uma família humilde que com muito esforço dos pais, estuda numa excelente escola. Na Eitoku Gakuen, seus alunos são extremamente ricos, porém quatro alunos conhecido como F4 (Flower Four) que por serem herdeiros das mais poderosas familias do Japão e a escola receber generosas doações de suas familias eles ditam as regras na escola, passando por cima até mesmo dos professores e diretores. Em Eitoku Gakuen, receber uma Tarja Vermelha do F4, é como receber uma sentença de morte. Ir contra eles significa ser desprezado por toda a escola. Quem recebe a tarja, é maltratado cruelmente pelos outros alunos, até sair da escola. Nesse cenário de ostentação, tudo o que Makino Tsukushi deseja é se formar tranquilamente, sem se envolver com os outros alunos. Porém, depois de um incidente, onde ela não pôde ficar calada diante da injustiça do líder do F4, ela recebe a Tarja Vermelha. A partir daí, sua vida nunca mais foi a mesma."

Um dos motivos de adorar essa "novela" é a interpretação dos atores, gente como que eles conseguem ser tão engraçados?! Os japoneses conseguem a proeza de fazer expressões faciais idênticas aos dos animes, você chora de rir só de olhar para a cara deles. E tudo é tão exagerado e caricato, beirando a breguice mesmo.


Os acontecimentos da estória são todos hilários, principalmente, os que envolvem Makino Tsukushi e Doumyoujin Tsukasa. Se você acha que o casal de Lovely Complex eram palhaços, precisa ver esses dois, eles são ótimos. Falando neles, não posso esquece de dizer que a escolha dos atores foi perfeita, o Matsumoto Jun que vive o Tsukasa é maravilhoso, parece que ele é a personagem. Já vi muita gente suspirando pelo ator nas redes sociais, eu não acho ele isso tudo não (tirando uma certa cena em Nova York).

Adoro os figurinos de Hanada, como eu disse é tudo tão exagerado, os F4 usam muitos casacos, pele, botas, echarpes e camisas de seda, eles parecem bicheiros às vezes. E o que é melhor é o contraste com a simplicidade de Tsukushi, que se veste normalmente.


O bom desse dorama é que não existe núcleo ruim, todas as personagens são boas. Mas os que mais brilham pra mim é a família da Makino, MEUDEUS! O que eu era aqueles 3?! não tinha uma única vez que eles apareciam que eu não morria de rir. Adorava a soluções que eles arrumava para a miséria.

O romance de Hanada é bem bonitinho, ele fica um pouco de lado devido as palhaçadas, porém quando aparece é uma delícia. Adoro o jeito que o Tsukasa demonstra que gosta da Makino, é uma fofura (atrapalhada e autoritária).


A trilha sonora de Hanadan também é maravilhosa, principalmente a da primeira temporada, que é da Ai Otsuka. 




A estória de Makino é dividida em 3 partes: Primeira temporada, Segunda temporada e um filme. A primeira tem 9 episódios e a segunda tem 11 episódios. É bem pequena, se formos comparar com os seriados norte americanos. Você vai assistindo e quando assusta já viu tudo (e fica com abstinência), porque a estória é bem envolvente. Se você tal como eu ama animes, mas já tá um pouco cansada das animações, doramas são a sua salvação. Quando você assistir não vai querer saber de mais nada.

OBS: Já tenho planos de assistir outros doramas, quando tiver assistido faço resenha no blog.

Bom dorama!
Até o próximo post!




20 janeiro 2014

Resenha: Belo Desastre

A resenha dessa segunda é de um livro que li no ano passado e adorei, mas acabei não fazendo resenha. Então nessas férias eu o reli e resolvi fzer a resenha aqui no blog. Principalmente porque ele foi responsável pelo meu vício por livros New Adult, "Belo Desastre" da Jaime McGUIRE.



Sinopse: "Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura."

Quando eu li "Belo Desastre" ainda não havia me aventurado nos NA, mas me encantei de cara com o gênero. Acredito que meu encantamento ocorreu principalmente pela escrita da autora, que é muito envolvente e direta. Ela consegue transmitir perfeitamente o que é ser Abby Abernathy, isso é tão marcante que às vezes tinha a impressão de que a personagem era real.

O enredo da estória é muito agitado, cheio de acontecimentos, dando a impressão de que o relacionamento de Travis e Abby foi acelerado e intenso. Na parte do acelerado isso é na verdade apenas uma ilusão criada pela leitura viciante, porque se formos olhar as marcações de tempo da autora, nem foi tão rápido assim (não como os livros eróticos, tipo: 50 tons e Crossfire). A parte do grande números de acontecimento acho que foi a maior falha da Jamie, porque parecia que tudo acontecia com o casal, deixando tudo muito fantasioso.

A autora escreve cenas muito visuais, acredito que o livro daria um ótimo filme, principalmente por ser uma estória acelerada e agitada. Falando em descrever cenas, vi muita gente reclamando do momento high school musical do livro, mas posso dizer que achei engraçadíssimo, pra mim só deu uma leveza no enredo.

As personagens de Jamie são muito problemáticas, mas ao mesmo tempo próximas da realidade, por serem a personificação das dificuldades dos relacionamentos. Claro, que de uma maneira exagerada, porque aquele relacionamento é doentio. Mas eu consigo aceitar toda essa doença por causa de uma personagem: Travis "Cachorro Louco" Maddox, MEUDEUS! o que é esse cara?! Ele tem todos os defeitos numa embalagem tatuada e sexy, e quando eu assustei estava caidinha pelo Bad Boy.

Travis Maddox e o porque das mulheres amarem bad boys.

Personagens como Travis tendem a ser amados pelo público feminino (e muitos caras tendem a criticar essa quedinha), isso acontece porque grande parte das mulheres tem a ilusão de que podem mudar os homens (me incluindo). E é exatamente isso que vemos no livro de Jamie McGUIRE, um cara que era cafajeste, violento e tinha horror a compromisso, ficando de quatro por uma garota e deixando de ser bad boy para se tornar príncipe encantado. BOOOOMMMM mulheres suspirando e desejando que esse homem exista.


A outra parte do casal, Abby Abernathy me irritou um pouco, porém ganhou meu respeito em algumas partes. Ela me incomodou por ser muito indecisa (todo mundo sabe que eu detesto mulher assim), acho que ela deveria ser mais firme em suas decisões e nem tão mimada. Contudo gostei das vezes em que ela "maltratou" o Travis, grande parte de suas brigas tiveram motivos coerentes, e foram importantes para a evolução do tatuado.

"Belo Desastre" não é um livro com muitos questionamentos, é um livro para entretenimento. É delicioso de se ler, sendo rápido e de fácil entendimento. Eu gostei bastante, principalmente pela escrita da autora que é muito boa (deu pra perceber que eu gostei né, li ele de novo). Indico a todos que gostam de romances mais adultos.

Boa Leitura!
Até o próximo post!






17 janeiro 2014

Filme: Frozen - Uma aventura Congelante

Eu sou apaixonada pelas animações da Disney, já fiz até um TOP 5 das minhas preferidas. E se você percebeu, já faz um bom tempo que a Disney não faz nada que  me encante, até esse ano, quando foi lançado "Frozen, Uma aventura congelante".


Sinopse: "A caçula Anna adora sua irmã Elsa, mas um acidente envolvendo os poderes especiais da mais velha, durante a infância, fez com que os pais as mativessem afastadas. Após a morte deles, as duas cresceram isoladas no castelo da família, até o dia em que Elsa deveria assumir o reinado de Arendell. Com o reencontro das duas, um novo acidente acontece e ela decide partir para sempre e se isolar do mundo, deixando todos para trás e provocando o congelamento do reino. É quando Anna decide se aventurar pelas montanhas de gelo para encontrar a irmã e acabar com o frio."

O novo filme da Disney é uma mistura de tradicionalismo e inovação (muito confusa essa explicaçã, eu sei), porque temos a volta os contos de fadas e suas cenas musicais, porém com duas princesas (fortes) e em 3D. Pra mim foi a decisão mais acertada da produção, voltar aos moldes antigos, mas com princesas mais modernas que buscam algo além dos príncipes encantados.

E por falar em princesas, essa dupla de Frozen é encantadora. A irmã mais velha e contida, que tenta esconder os poderes que a perturbam desde a infância, Elsa é o iceberg em pessoa, podemos ver isso na escolha das cores que a compõem. E Ana, a caçula impulsiva, agitada e com as emoções à flor da pele, ela é o fogo, com seus cabelos ruivos. As duas são uma colisão de personalidade, mas retratam o amor fraterno lindamente.


A minha princesa preferida foi a Ana, ela é tão divertida, engraçada e uma explosão de emoções. É impossível não se encantar pela garota que tenta alcançar a irmã que foge dela.


As outras personagens também são muito bem formadas, com personalidades interessantíssimas, o príncipe Hans, o vendedor de gelo Kristoff e até mesmo a rena Sven (que mesmo sem falar é incrível), porém a personagem secundária que mais rouba a cena com toda certeza e o boneco de neve: Olaf. MEUDEUS! a quanto tempo não via uma personagem secundária tão carismática, o boneco me fez lembrar do Mushu de Mulan (que pra quem não sabe é meu dragão preferido. kkk). Olaf é uma graça e para mim foi responsável por uma das cenas mais emocionantes do filme. No Brasil ele é dublado pelo Fábio Porchat, que arrasou.



Para mim o ponto mais forte de Frozen é sua trilha sonora maravilhosa, as canções são incríveis e tanto as interpretações em inglês quanto as em português estão impecáveis. Mas menção honrosa a versão original em que as músicas de Elsa são interpretadas por Indina Menzel (ela era a noiva do cara de Encantada). Inclusive "Let in go" está concorrendo ao Oscar desse ano.

Let in Go

For the Firt Time in Forever

Do You Want to Build Snowman?

Frozen é maravilhoso graficamente, impecável como só a Disney consegue fazer. Porém o que impressiona não é a qualidade gráfica, mas a qualidade do enredo desse filme, fiquei feliz pelo rumo "diferente" que a estória tomou. Frozen é uma animação sobre amor, mas amor fraterno, que é o que verdadeiramente importa. Então seja você adulto ou criança, corra para o cinema mais próximo e se entregue a magia desse filme, porque ele vale muuuuuuiiitooo a pena.


Tenha um bom filme!
Até o próximo post!

13 janeiro 2014

Resenha: Fazendo Meu Filme - Fani na Terra da Rainha

A resenha de segunda está de volta nesse ano de 2014 e para começar bem o ano nada melhor do que livro nacional tão incrível quanto os gringos. Ano passado eu já havia feito a resenha do primeiro livro da série "Fazendo Meu Filme" da Paula Pimenta, e contei que me apaixonei pela escrita da mineira. A segunda parte da estória de Fani não foi muito diferente.


Sinopse: "Depois de conquistar milhares de leitores e leitoras, a nossa doce e querida Fani volta ainda mais divertida e encantadora. O segundo volume do livro Fazendo meu filme apresenta as aventuras de Estefânia Castelino Belluz na terra da rainha. Sim, na Inglaterra! Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma. Sem deixar de lado suas amigas inseparáveis e sua família, ela consegue, no outro continente, viver momentos cheios de suspense, revelações, aventuras, descobertas e emoções fortíssimas! Feliz, triste, preocupada, ansiosa, temerosa, otimista, insegura, cheia de si, apaixonada, desiludida, seja como estiver, Fani mostra a cada página deste livro que não é mais aquela menina tão frágil que muitas vezes se escondia por trás de sua timidez.
Mais do que a história de uma adolescente que se encoraja a fazer intercâmbio e morar fora por um ano, este livro fala de um grande e delicado amor. Em meio a uma avalanche de sentimentos e acontecimentos surpreendentes, ela consegue viver intensamente na Inglaterra, conhecendo pessoas que conquistam seu coração e sua amizade para toda a vida. Porém, o melhor filme de sua vida ainda está para ser contado, ou melhor, vivido…"

Se você ainda é adolescente vai se identificar totalmente com essa série, porque a Paula consegue passar exatamente todos os sentimentos e indecisões dessa fase da vida. Eu que já não sou tão novinha consegui reviver e me lembrar de todas as sensações daquela época através desse livro. As personagens são o reflexo da confusão de se ser jovem, e vai fazer com que todos se lembrem de si próprio e se envolvam totalmente com e enredo. Atualmente a Paula Pimenta é minha autora juvenil preferida e eu recomendo todos a lerem FMF, porque vale muito a pena.

Na segunda parte da estória de Estefânia, a menina tem que lidar com a distância e saudade de todos que ficaram no Brasil, mas também com o encantamento pelas pessoas e experiências na Inglaterra. No começo eu achava que seria ruim esse deslocamento de locação, ruim para o enredo mesmo, porém não poderia estar mais enganada. O intercâmbio de Fani foi sensacional, fez com que as personagens crescessem e que o livro se tornasse ainda mais delicioso. Tenho certeza que todo mundo que ler esse livro vai querer se aventurar em um intercâmbio.

Na Inglaterra a autora conseguiu criar um núcleo de personagens tão legais quanto os do Brasil. Todo mundo é muito legal, a família inglesa da Fani, a nova amiga e o gato do Christian. Ahhhh o Christian, a terceira ponta do triangulo amoroso de FMF, que não veio para estragar o romance de Leo e Fani, mas para dar um gostinho a mais na estória. A Paula criou um cara tão fofo como o melhor amigo paixonite da senhorita Castelino, e fez com que eu desejasse duas Fanis, para que os dois carinhas tivessem um final feliz.

Com a inserção de novas personagens a escritora alavancou a estória e fez com que novos sentimentos fossem expostos, mexendo com meu coração e confundindo minha cabeça. Mas não posso negar que foi maravilhoso o rumo que tomou a vida de Fani, me fez desejar urgentemente a continuação. E quando terminei de ler fiquei com um sorriso bobo no rosto, porque enquanto lia aquelas páginas estive de volta aos meus 17 anos.

O enredo desta vez também não foi algo previsível como o primeiro, então Paula ganhou ainda mais a minha admiração, pelo desenvolvimento notável de sua escrita. Uma vez que, ela conseguiu me manter curiosa e perdida até as páginas finais.

FMF já conquistou o meu coração e espero de verdade que a qualidade da escrita da Paula, o enredo divertido e emocionante continuem até o quarto livro. Expectativas elevadíssimas para essa série brasileira, que não perde em nada para os YA lá de fora.

Se você gostou da primeira parte, adora comédias românticas e dicas de filmes precisa urgentemente ler Fazendo Meu Filme: Fani na Terra da Rainha, porque ele é digno de 5 estrelinhas.

Boa Leitura!
Até o próximo post!

08 janeiro 2014

Selo: Liebster Award

Hoje o post é totalmente diferente dos que eu geralmente faço, estou respondendo uma TAG que fui indicada pelo blog Lendo com Bianca. Obrigada pela indicação Bianca!

Essa TAG/selo tem como função divulgar novos blogs, e tem 4 tarefas: Falar 11 coisas sobre você, responder 11 perguntas feitas pelo o blog que lhe indicou, indicar 11 blogs com menos de 200 seguidores e fazer 11 perguntas para os indicados.
11 coisas sobre mim:

1. Não gostei de nenhuma outra série como gostei de "Gossip Girl".
2. Vivo de ressaca literária.
3. Amo cantar, porém canto escondida, porque acho que canto mal.
4. Sempre afirmei que Snape era do bem, antes mesmo de sair "As relíquias da morte".
5. Adoro inserir fala de livros na vida real.
6. Sou viciada em spoiler.
7. Adoro ler receitas culinárias, mesmo não sabendo cozinhar.
8. O local onde eu mais leio é o ônibus.
9. Não reclamaria de ter um trabalho com a Andy Sachs de "O diabo veste Prada".
10. Adoro filmes de dança, tipo: "Dirty Dancing", "Step Up", "Dança Comigo" e etc.
11. Assisto mais novelas mexicanas e japonesas do que as brasileiras.

11 perguntas:

1. Qual seu livro favorito? Por que?
O meu livro favorito é "A culpa é das estrelas", do John Green. É difícil explicar o porque de se amar um livro, mas vou tentar: O livro do John Green é meu livro favorito porque conseguiu me marcar e me mudar, sempre que estou pra baixo gosto de lê-lo, eu quero que todas pessoas o leiam, para ser mais direta ele é o meu "Uma aflição imperial".

2. Quando decidiu criar o blog?
Sempre gostei de falar sobre livros, porém tenho poucos amigos que gostam de ler como eu, por isso resolvi criar o blog, para ter com "quem" comentar sobre livros e minhas outras paixões (música, anime e filmes). Mas tinha um pouco de receio, porém há 3 anos atrás tomei coragem e criei o blog.

3. Qual seu personagem favorito?
Elizabeth Bennet de "Orgulho e Preconceito", da Jane Austen.

4. Com quantos anos começou a ler?
Eu comecei a ler com 6 anos.

5. Como você imagina seu personagem favorito?
Sempre imagino a Lizzie como a Keira Knightley.

6. Qual autor você convidaria para um jantar?
Sem sombra de dúvida que eu convidaria o John Green para jantar, afinal eu leria até a lista de compras dele.

7. Três palavras que resumem o que você quer para a sua vida em 2014?
Leituras, Felicidade, Realizações.

8. Dia ou noite?
Dia

9. Qual o último livro que você comprou?
O último livro que eu comprei na verdade foram dois: "Inferno", do Dan Brown e "Cidade das Almas Perdidas", da Cassandra Clare.

10. Qual sua próxima leitura?
Estou querendo reler alguns livros antes de iniciar novas leituras, mas minha próxima leitura deve ser "O oceano no fim do caminho", do Neil Gailman.

11. Quantos livros você já leu até hoje?
Não tenho o número exato de livros que li até hoje, mas de acordo com o skoob, eu li 190 livros.


11 Blogs indicados:

Books Many Books
Sonambulismo Literário
Livro Depois de Lido
E aí, vai ler?
Leia Garota Leia
Imemoriavel
O jardim secreto
Escritoriando
Parágrafos e Capítulos
Miss Wild Fox
Bliss

11 Perguntas para os indicados responderem:


1. Qual seu livro preferido?
2. Qual a personagem com que você mais se identifica?
3. Se você pudesse escolher um autor para conhecer, qual seria?
4. Qual seu gênero literário favorito?
5. Qual adaptação cinematográfica de livro você mais gostou?
6. Se pudesse mudar o final de algum livro, qual seria esse livro?
7. Que livro te fez gostar de ler?
8. Tem algum livro que você não indica para ninguém?
9. Qual foi a leitura mais demorada que você já fez?
10. Se pudesse escolher um universo literário para viver, qual seria?
11. Qual cena de livro você gostaria de ter vivenciado?

Adorei responder essa TAG, foi uma delícia. Não vejo a hora de ver a resposta dos indicados. Espero que vocês também tenham gostado e podem me indicar mais selos, responderei com prazer.

Até o próximo post!

P.S: Os posts "normais" voltam na semana que vem.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo