31 agosto 2015

Resenha: O Lado Feio do Amor

Esse ano está cheio de lançamentos de livros da Collen Hoover no Brasil, um deles foi "O Lado Feio do Amor", que é um dos livros mais adultos da autora. E pra variar só um pouquinho, eu amei esse livro, menos que os outros, mas amei mesmo assim.


Sinopse: " Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo."

Diferente dos outros livros da Colleen Hoover, já publicados no Brasil, "O Lado Feio do Amor" não é um YA e sim um New Adult. Mesmo sendo direcionado a um público diferente a escrita da Collen continua sendo bem característica. Ela continua escrevendo cenas do cotidiano com uma delicadeza, suas personagens também são intensas como sempre, o enredo continua envolvente e o toque de drama ainda está ali. A diferença que temos neste livro é como o envolvimento entre o casal da estória acontece e a faixa etária dos dois.

Neste livro temos Miles, um piloto, que vive sem se envolver com mulheres há 6 anos, e Tate uma enfermeira e irmão de um dos amigos de Miles, que está totalmente focada em sua carreira. Os dois se encontra inesperadamente e se sentem atraídos um pelo outro. Mas Miles não quer romance nem compromisso, então os dois decidem ter apenas sexo, sem perguntas, sem promessas e sem amarras. Mesmo assim Tate acaba vendo que é impossível ficar com Miles e não querer mais.

Como em seus outros livros as personagens de "O Lado Feio do Amor" também não são muito aprofundadas na estória, temos poucos momento em que elas aparecem. Mesmo tendo esse distanciamento temos alguns momentos interessantes evolvendo elas, como as conversas de Tate com Cap, o porteiro do prédio, que são ótimas.

O livro é dividido em dois narradores, Tate e Miles, ela narra os acontecimentos atuais e ele os acontecimentos de 6 anos atrás. Aos poucos as duas narrações vão se encontrando. Quando é Tate contando o livros tem uma diagramação justificada, já nas partes de Miles a narração tem a estrutura visual de uma poesia, o porque disso está explicado no livro.

Como já disse, Colleen continua escrevendo muito bem, quando ela fala de sensações e sentimentos é muito bonito e vemos isso muito presente neste livro, na narração das duas personagens. Claro, que o fato de termos um personagem tão intenso que escapole das páginas e te envolve com sua imensidão, favorece muito para que o enredo te encante e Miles é o grande responsável por isso. Mesmo com toda armadura que ele veste, o piloto não consegue esconder o quanto se envolve e se sente atraído por Tate, e claro que o relato de seu passado é de cortar o coração e se apaixonar. Mesmo Miles engolindo a estória, Tate não é apagadinha, gosto do seu jeito de ser, das suas maluquices e de sua maturidade e seu jeito decidido.

"O Lado Feio do Amor" é permeado por cenas de sexo, mas tudo descrito de uma maneira delicada e muito bonita. Nada comparado com alguns livros eróticos que existem no mercado. Gosto que muitas vezes a autora usa de metáforas para descrever esses momentos.

O livro é lindo, e consegue ter a mesma qualidade de todos os outros livros da Colleen Hoover, e não perde em nada para os outros (só para Maybe Someday, que é meu preferido dela, mas só vem para o Brasil em 2016). E o melhor é que ele está sendo adaptado para o cinema e em breve vamos poder ver Miles Archer em carne e osso.

Até o próximo post!

26 agosto 2015

Playlist de Agosto

O ano está voando e o mês de agosto já chegou ao fim, então tá na hora da playlist do mês. As músicas deste mês estão uma miscelânea. Comecei curtindo duas músicas da Anitta, já disse que eu gosto muito das músicas dela. Voltei a escutar "No Meu Talento" e viciei em "Deixa Ele Sofrer".

Anitta e MC Guimê - No Meu Talento

Anitta - Deixa Ele Sofrer

Eu sou eclética e curto qualquer música e esse mês eu me apeguei ao sertanejo, escutei "Feinho" do Edson e Vinicius um milhão de vezes. Mas sério é impossível não ficar cantando o refrão "Você tem 000000 vírgula 0 de chance de eu te pegar/ Você tem 000000/ 0 meu bem e reticências".

Edson e Vinicius - Feinho


Comprei um DVD da Lady Gaga e me apaixonei por "Born This Way" mais uma vez. Essa música é muito maravilhosa, daquelas para dançar loucamente enquanto canta.

Lady Gaga - Born This Way

Falando em dançar outra música que me fez dá uma de dançarina por aí foi a lindinha "Shut up and Dance". A música é meio anos 90, digna de ser trilha sonora de filmes do John Hughes.

WALK THE MOON - Shut up and Dance

E como eu estava na vibe dançante também me encantei por "Worth It" do Fifth Harmony e "Addicted to a Memory" do Zedd.

Fifth Harmony - Worth It feat Kid Ink

Zedd - Addicted to a Memory feat Bahari

Agora no finalzinho do mês eu fiquei escutando no repeat "Mais Ninguém" da Banda do Mar. Serio gente, a voz da Mallu Magalhães é muito linda.

Banda do Mar - Mais Ninguém

E pro mês de agosto ficar lindo demais eu me apaixonei novamente por "Elephant Gun" do Beirut, que é simplesmente maravilhosa e minha trilha sonora pessoal.

Beirut - Elephant Gun

E já se foi o mês do desgosto que foi o mais dançante até hoje, porque dançar coreografias malucas pelo quarto super me representa.

Até o próximo post!






24 agosto 2015

Resenha: 9 e 1/2 Semanas de Amor

Sem nos anos 2000 a mulherada queria encontrar um Sr. Grey, na década de 80 todas queriam viver um romance erótico como o de 9 e 1/2 Semanas de Amor. O filme foi um sucesso e fazia a mulherada suspirar pelo Mickey Rourke (hoje em dia o povo se assusta com a feiura dele), mal sabiam elas que o romance da estória não foi bem daquele jeito, e que o caso de apenas 9 e 1/2 semanas foi um relacionamento sado, muito antes do de Christian e Anastasia.


Sinopse: "Elizabeth McNeill era uma executiva em uma grande corporação quando começou um tórrido romance com um homem que conheceu por acaso. A excitação sexual dos dois era tão intensa que, à medida que o relacionamento progredia, eles se jogavam em variações cada vez mais perigosas e elaboradas daquela fantasia – até Elizabeth renunciar todo o controle sobre seu próprio corpo e mente."

Esqueça tudo que você sabe sobre "9 e 1/2 Semanas de Amor", porque o filme se distancia demais da estória deste livro. A primeira coisa que você precisa saber é que essa estória é um relato real da autora Elizabeth McNeill, que usou de um pseudônimo para contar um caso amoroso que ela viveu na década de 70. O livro é narrado em primeira pessoa e nada se assemelha a narração dos famosos livros eróticos atuais, não há enrolação e descrições romantizadas, é tudo descrito de forma direta, mas consegue te envolver e fazer com que você queira saber cada vez mais o que vai acontecer.

Elizabeth em nenhum momento nomeia o seu amante ele é apenas tratado como ele, descobrimos o que ele veste, o que como, o que lê e suas preferências sexuais, mas nunca sabemos seu nome, com que ele trabalha e como ele é. Essa incógnita que ele é nos instiga e quando vemos que ele pode ser qualquer homem que passa pela rua, o livro se torna mais interessante ainda.

A maneira como as memórias vão sendo expostas você vai vendo a entrega de Elizabeth você vai prevendo que uma hora ela não vai aguentar tudo aquilo, que ela vai se perder naqueles jogos. E quando eu digo jogos, não pensem que são apenas 10 cintadas na bunda, são humilhações, são lágrimas, marcas e sangue. Ele é masoquista, gosta de ver sua parceira sentir dor, ele gosta de jogos, de obediência, de algemas, vendas e de cuidar. Mas os cuidados não são visto como uma devoção e paixão, é como se ele tivesse tirando todo o poder que ela tem sobre seu corpo, ela não faz nada sem ele. Seu amante domina a mente e o corpo dela, ele é um completo dominador e ela sua submissa.

Gostei muito do livro, vimos aqui quanto um relacionamento tão intenso pode ser prejudicial, diferente dos diversos livros eróticos atuais, em que todo esse envolvimento é encarado como algo natural e saudável. Em apenas dois meses você não ama ninguém, você apenas se apaixona, e com Elizabeth foi isso que aconteceu, ela se apaixonou, ficou obcecada, envolvida totalmente pelos jogos de sedução e humilhação, e acabou não aguentando tudo isso. Daqueles livros para você ler e entender de verdade o que é o sadomasoquismo.

Até o próximo post!

19 agosto 2015

Música: Zedd

Eu geralmente indicou artistas indie aqui no blog, porque é um dos estilos que eu mais escuto, mas eu também escuto muito pop e música eletrônica. Por isso hoje vou indicar um dos meus produtores e DJ preferidos do momento, o Zedd. Você já deve ter escutado alguma música dele, que são estouradas nas rádios.


Zedd é o nome artístico de Anton Zaslavski, produtor e DJ alemão, que começou a estourar fazendo remixes das músicas do Black Eyed Peas, Lady Gaga e Skrillex. Mas logo ele começou a produzir suas próprias músicas e em 2014 "Clarity", sua parceria com a cantora Foxes, foi um sucesso, lhe rendendo um Grammy. Essa também foi a música que me fez conhecer o trabalho dele e já virar fã.

Zedd - Clarity feat Foxes

O DJ sempre faz parcerias com artistas e o cara sabe escolher bem, ele já fez música com Ellie Goulding, Hayley Williams, Selena Gomez e Ariana Grande. Já dá pra perceber que ele gosta do mundo POP. Eu gosto particularmente da parceria dele com Hayley Williams e a Selena Gomez, gosto muito da voz das duas e as músicas "Stay the Nigth" e "I Want to You Know"são incríveis.

Zedd - Stay the Nigth feat Hayley Williams

Zedd - I Want You To Know feat Selena Gomez

Além dessas músicas já conhecidíssimas ele também tem outras músicas ótimas, como "Spectrum"  e "Find You"com o Matthew Koma e  "Addicted to a Memory".

Zedd - Spectrum feat Matthew Koma


Zedd - Find You feat Matthew Koma &  Miriam Bryant

Zedd - Adicted to a Memory


Zedd arrasa até mesmo quando ele é a participação especial, isso pode ser visto em "Break Free" da Ariana Grande. A música ficou fantástica.

Ariana Grande - Break Free feat Zedd

Recentemente ele lançou seu novo single, "Papercut", que é sensacional e tem tudo para ser um sucesso.

Zedd - Papercut feat Troye Sivan

Se você ainda não conhece o Zedd, você precisa resolver isso logo, porque o cara tem tudo para ser presença marcada nas paradas.


Até o próximo post!




17 agosto 2015

Resenha: Em Busca de Ciderela

Eu já devo ter falado milhares de vezes que eu amo os livros da Colleen Hoover e recentemente a Galera Record está lançou vários livros dela no Brasil, um deles é "Em Busca de Cinderela", um conto que faria parte da série Hopless, uma das minhas séries preferidas da autora. Lógico que eu estava desesperada para ler o livro, que como sempre foi maravilhoso.


Sinopse: "Neste conto da bem-sucedida e adorada série Hopeless, o leitor conhecerá melhor dois personagens secundários de "Um caso perdido". Daniel está no breu do armário de vassouras da escola – o perfeito esconderijo para quem quer fugir do mundo real –, quando uma garota literalmente cai em cima dele. Às cegas, os dois vivem um curto romance, mesmo sem acreditar muito no amor. No fim a garota foge, como se realmente fosse a Cinderela e tivesse uma carruagem prestes a virar abóbora. Um ano depois, Daniel e sua princesa se reencontram, e percebem que é possível nutrir um amor de conto de fadas por alguém completamente real. Juntos, os dois irão perceber que fora do faz de conta, ficar juntos é bem mais difícil e os problemas de um casal são muito reais."

Em "Sem Esperança" nós conhecemos Daniel, melhor amigo de Holder, e sua história com a Cinderela, uma garota que ele conheceu dentro do armário do zelador na escola. "Em Busca da Cinderela" vai nos contar como foi esse encontro e os desdobramentos um ano depois. O livro é curto, mas muito bonito.

O conto é narrado pelo ponto de vista de Daniel, que eu já havia gostado no outro livro, mas agora adoro ele. Ele é muito engraçado e tem uma família tão engraçada quanto, era impossível não rir com todas as piadas constrangedoras entre eles.

Além de Daniel também temos a melhor amiga de Sky, Six, que acaba de voltar da Itália e começa a se envolver com o Daniel. No começo você imagina que é apenas uma atração louca, mas aos poucos você vai entendendo que os dois tem uma ligação muito profunda. Gostei muito do romance e achei muito linda a relação dos dois, mas tudo acontece muito depressa na história, afinal é um conto de apenas cento e poucas páginas. 

Além de vermos o romance de Daniel e Six temos a chance de reencontrar Holder e Sky (porque dois livros não foram suficientes). E a relação de amizade entre esses quatro é muito legal, dá vontade de ser amigo deles. Nesse conto também temos algumas revelações entre os quatro e a maneira como tudo é feito é tão espontâneo, que chega a ser mágico.

O livro que já é curto voa durante a leitura e Collen prova mais uma vez que escreve romances como ninguém, daqueles que te fazem suspirar horas após a leitura.

Até o próximo post!

08 agosto 2015

TOP 5: Filmes Adolescentes

Sabe aqueles filmes que mostram a vida no colégio, em que os adolescentes passam por diversas situações, desde amores, doenças, mortes, aventuras, fofocas, confrontos e que quando você está na mesma idade se identifica ou quer viver tudo aquilo (quem nunca?!). Além de serem super divertidos esses filmes, em algumas vezes, falam de assuntos muito importantes e podem nos dar grandes lições. Foi pensando nisso que eu fiz o TOP 5 de hoje, sobre Filmes Adolescentes.

5º) As Vantagens de Ser Invisível



Sinopse: "Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Sua professora de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si... até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele."

"As Vantagens de ser Invisível" já fazia sucesso antes mesmo de ir para os cinemas, a estória de Charlie já era um sucesso de vendas nas livrarias. O filme contar a estória de Charlie, um menino com dificuldades de interação, que começa a se abrir e viver quando conhece dois amigos. O  filme vai tratar de assuntos como solidão, depressão, homossexualidade e até mesmo de abuso sexual. Mas além desses temas o filmes fala de se conhecer e de fazer amigos. Um filme incrível com uma atuação maravilhosa do Ezra Miller como Patrick.


4º) Aos Treze



Sinopse: "Tracy (Evan Rachel Wood) é uma adolescente inteligente e uma aluna brilhante Um dia ela se torna amiga de Evie (Nikki Reed), a garota mais popular da escola. Esta a apresenta ao submundo do sexo, das drogas e da mutilação, o que cria uma nova Tracy e a coloca em conflito com seus colegas, professores e, principalmente, com sua mãe (Holly Hunter)."

Em 2004 (quando eu tinha meus 14 anos) "Aos Treze" foi lançado no Brasil, lembro que foi um sucesso, todo mundo queria assistir o filme que ia ter cenas de sexo, drogas e mutilação. O filme vai mostrar as mudanças que Tracy passa após se envolver com Evie. Basicamente o filme vai falar sobre as más influências e os problemas que elas podem te causar. Filme da época em que Nikki Reed ainda não era Sr. Somerhalder.


3º) A Culpa é das Estrelas



Sinopse: "Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro."

Lógico que eu ia citar algum filme baseado em livros do John Green, porque o cara sabe retratar a adolescência como ninguém e em "A Culpa é das Estrelas" não foi diferente. O filme não vai falar apenas de câncer ou de amor, a estória é mais sobre escolher viver, não se importando com os problemas que surgem e sobre gostar de suas escolhas. Daqueles filmes que você vai terminar de assistir e dar mais valor a sua vida.


2º) Meninas Malvadas



Sinopse: "Cady Heron (Lindsay Lohan) é uma garota que cresceu na África e sempre estudou em casa, nunca tendo ido a uma escola. Após retornar aos Estados Unidos com seus pais, ela se prepara para iniciar sua vida de estudante, se matriculando em uma escola pública. Logo Cady percebe como a língua venenosa de suas novas colegas pode prejudicar sua vida e, para piorar ainda mais sua situação, Cady se apaixona pelo garoto errado."

Quando você lê a sinopse de "Meninas Malvadas" você pensa que é apenas mais um filme adolescente sobre escola, com garotas bonitas e romances impossíveis, mas você está muito engando, esse filme é muito mais, ele vai falar sobre o fato de garotas viverem difamando umas as outras, sobre se achar melhor que a outra por ser mais bonita, sobre os problemas que boatos podem causar. Além de ser um filme com lições muito interessantes (viva o feminismo) "Meninas Malvadas" é muito engraçado, todo mundo precisa assistir esse filme.


1º) Clube dos Cinco



Sinopse: "Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, com a tarefa de escrever uma redação de mil palavras sobre o que pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas completamente diferentes, enquanto o dia transcorre eles passam a aceitar uns aos outros, fazem várias confissões e tornam-se amigos."

John Hughes era o Deus dos filmes adolescentes da década de 80, ele dirigiu filmes como "Curtindo a Vida Adoidado", "Gatinhas e Gatões" e "A Malandrinha" (amava esse filme quando criança), mas o mais incrível deles, com certeza, é "Clube dos  Cinco", que vai contar a estória de 5 garotos que ficam um sábado na detenção, durante esse dia eles vão se conhecendo melhor e acabam descobrindo que tem muito em comum. Esse filme vai falar de rótulos e de viver e ser esses rótulos, sobre quem você de verdade. "Clube dos Cinco" é uma obra prima, tinha que ser passado nas escolas. Um filmes com diálogos maravilhosos e uma trilha sonora incrível.


Se você ainda não assistiu algum dos filmes dessa lista, vai assistir o mais rápido possível, se for adolescente vai se identificar e se já passou dessa fase você vai reviver vários momentos da sua vida.

Até o próximo post!

03 agosto 2015

Resenha: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Eu amo todos os 6 livros de Harry Potter, mas com certeza o meu favorito seria "Prisioneiro de Azkaban". Isso tudo porque acho que esse terceiro livro da série divide a estória em dois momentos, onde toda luz da magia começa a se perder na escuridão dos acontecimentos que virão.


Sinopse: "Agora com 13 anos, Harry Potter torna-se mais rebelde, desafiando os tios e os professores. Nas aulas com o professor Lupin, ele aprende como enfrentar os terríveis dementadores, que se alimentam da alma das pessoas, e são os guardiões da prisão de Azkaban, de onde fugiu Sirius Black.
Há indícios de que o prisioneiro possa estar na escola e, o que é pior, de que haja um traidor em Hogwarts. Inúmeras surpresas mostram que é preciso cuidado para reconhecer a distância entre a versão de alguns fatos e a verdade."

Se em todas as féria Harry é obrigado a aguentar os maus tratos dos tios, dessa vez a estória será um pouco diferente. O garoto começa a se cansar de todas as ofensas e finalmente ele explode. Nesse livro começamos a ver o bruxo entrando na adolescência, ele já não é aquele garotinho que vai aguentar os desaforos dos Dursley.

Harry começa seu terceiro ano em Hogwarts sabendo que está sob ameaça de um foragido de Azkaban, a prisão bruxa. Todos acreditam que Sirius Black, seguidor de Você-Sabe-Quem, está atrás do Menino que Sobreviveu. Então neste ano o garoto será vigiado, para que nada de mau o aconteça. Mas infelizmente os terríveis guardas de Azkaban causam mais pavor em Harry, do que a sensação de proteção.

A tensão é presente a todo momento neste livro, mas engana-se quem pensa que em "O Prisioneiro de Azkaban" o humor não existe, pelo contrário, pra mim esse é um dos livros mais divertidos de HP. Temos piadas ótimas e era impossível não dar gargalhadas durante a leitura (minha família achava que eu estava ficando doida). O humor de J.K é sarcástico e inteligente, nada muito paspalhão.

Além de ter boas piadas o livro é recheado de novidades, como o novo professor de Defesa  Contra Artes das Trevas, Remo Lupin, que consegue ser responsável pelas melhores aulas da disciplina. Ainda temos Hagrid com uma nova função na escola e uma estranha professora de Adivinhação.

A magia como sempre é encantadora, nesse novo livro iremos conhecer seres fantásticos como hipogrifos, bichos-papões, barretes vermelhos, Kappas, Grindylow, lobisomens e animagos. Tem também objetos fantásticos, como o INCRÍVEL Mapa do Maroto, que é a chave para muitos mistérios na estória. Neste terceiro volume também conhecemos o feitiço do Patrono, que é o único capaz de afastar os guardas de Azkaban.

Além de estar sendo perseguido por um fugitivo da justiça e ter que lidar com todas as tarefas da escola, Harry também terá que se prepará para conquistar, pela primeira vez, o Campeonato de Quadribol. E MEUDEUS! o que são as partidas de quadribol deste livro, são de roer as unhas, mas fantásticas.

O desfecho do livro é surpreendente e conhecemos mais sobre a vida dos pais de Harry e até mesmo do professor Snape. O que acontece no final do livro e uma certa previsão já nos dá ideia dos perigos que Harry vai enfrentar no próximo livro. A fuga e o encontro de um certo personagem com Lorde Voldmort, vai ser o começo das trevas para o mundo bruxo.

Até o próximo post!
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo